Salada de Bacalhau com Grão-de-bico!!

O bacalhau aportou no Brasil junto com os primeiros portugueses.

Mas só com a vinda da família real para cá, em 1808, é que ele foi incorporado aos hábitos alimentares brasileiros.

De 1808 até a Segunda Guerra, o bacalhau era um produto relativamente barato.

Mesmo sendo importado da Noruega, fazia parte até da dieta da população de menor poder aquisitivo.

Pratos à base do peixe eram consumidos à farta nas sextas-feiras, nos dias santos e nas festas familiares.

Mas com a Segunda Guerra veio a escassez de comida na Europa, e o preço do bacalhau foi às alturas, restringindo o consumo popular.

O peixe virou artigo de luxo, e passou a freqüentar as mesas brasileiras somente no Natal e na Páscoa, as principais festas cristãs.

Aliás, a religião é o motivo pelo qual o bacalhau se transformou em tradição na Páscoa.

Durante a Idade Média, a Igreja Católica obrigava seus fiéis a jejuar e a excluir de suas dietas carnes consideradas quentes.

O número de dias de abstinência era grande e não ficava restrito somente à Quaresma

O período de 46 dias entre a Quarta-feira de Cinzas e o Domingo de Páscoa.

O consumo do bacalhau, uma carne fria, era incentivado nesses dias de abstinência.

Os portugueses, católicos e amantes do bacalhau, eram os maiores consumidores.

O hábito do bacalhau nos dias de jejum veio para o Brasil com os portugueses.

Ao longo dos anos, porém, o rigor do calendário de jejum católico se perdeu, mas nas datas mais expressivas da religião:

– Natal (Nascimento de Cristo) e Páscoa (Ressurreição de Cristo)

O hábito de comer bacalhau ainda persiste.

Fonte artigo do blog comsaborperfeito

Etiquetas:, , , , , ,

Trackback desde seu site.

Formas de Pagamento